As residências inteligentes são equipadas com tecnologia que oferece aos inquilinos informações completas sobre o estado das mesmas e que lhes permite controlar todos os equipamentos ligados, nomeadamente, à distância.


1::Os ataques de mistificação da interface («phishing»).
3::A invasão de privacidade.
2::A invasão de privacidade.

Esta resposta é incorreta.  Com a mistificação da interface, um atacante tenta recolher dados pessoais do utilizador (como palavras-passe e números de cartões de crédito) através de aplicações falsas, SMS falsas, ou mensagens de correio eletrónico falsas que aparentam ser genuínas. A resposta correta de entre as apresentadas é a possível invasão da privacidade, pois as residências inteligentes podem recolher dados sobre as pessoas que habitam na residência e esses dados podem ser utilizados, por exemplo, por um terceiro que seja o fornecedor dessas funcionalidades inteligentes. Esses dados podem ser, por exemplo, informações sobre o comportamento das pessoas em casa, a atividade de consumo, a presença ou a ausência, a saúde, as preferências e os hábitos. Para mais informações, consultar o relatório da ENISA (Agência da União Europeia para a Segurança das Redes e da Informação) sobre o guia Cenários de ameaças em residências inteligentes e meios de comunicação convergentesThreat Landscape for Smart Home and Media Convergence»):

 https://www.enisa.europa.eu/activities/risk-management/evolving-threat-environment/enisa-thematic-landscapes/threat-landscape-for-smart-home-and-media-convergence

 

Esta é a resposta correta. As residências inteligentes podem recolher dados sobre as pessoas que habitam na residência e esses dados podem ser utilizados, por exemplo, por um terceiro que seja o fornecedor dessas funcionalidades inteligentes. Esses dados podem ser, por exemplo, informações sobre o comportamento das pessoas em casa, a atividade de consumo, a presença ou a ausência, a saúde, as preferências e os hábitos. Para mais informações, consultar o relatório da ENISA (Agência da União Europeia para a Segurança das Redes e da Informação) sobre o guia Cenários de ameaças em residências inteligentes e meios de comunicação convergentesThreat Landscape for Smart Home and Media Convergence»):

 https://www.enisa.europa.eu/activities/risk-management/evolving-threat-environment/enisa-thematic-landscapes/threat-landscape-for-smart-home-and-media-convergence

 

Esta é a resposta parcialmente correta. Com efeito, alguns equipamentos domésticos inteligentes podem ter as suas próprias contas de correio eletrónico (isto é comum nas impressoras ligadas à rede), facto que pode ser explorado para enviar mensagens de correio eletrónico não solicitado e infetado com software mal-intencionado para estes equipamentos. No entanto, trata-se de uma ameaça geral contra qualquer computador cujo utilizador manuseie contas de correio eletrónico. A resposta mais correta neste cenário é a possível invasão da privacidade, pois as residências inteligentes podem recolher dados sobre as pessoas que habitam na residência e esses dados podem ser utilizados, por exemplo, por um terceiro que seja o fornecedor dessas funcionalidades inteligentes. Esses dados podem ser, por exemplo, informações sobre o comportamento das pessoas em casa, a atividade de consumo, a presença ou a ausência, a saúde, as preferências e os hábitos. Para mais informações, consultar o relatório da ENISA (Agência da União Europeia para a Segurança das Redes e da Informação) sobre o guia Cenários de ameaças em residências inteligentes e meios de comunicação convergentesThreat Landscape for Smart Home and Media Convergence»):

 https://www.enisa.europa.eu/activities/risk-management/evolving-threat-environment/enisa-thematic-landscapes/threat-landscape-for-smart-home-and-media-convergence

 


Os equipamentos de uma residência inteligente são, por exemplo: os frigoríficos inteligentes, os contadores elétricos inteligentes, os estores inteligentes, os comedouros/bebedouros automáticos para animais domésticos. As residências inteligentes são o futuro promissor da melhoria da nossa qualidade de vida.

 

No entanto, as residências inteligentes também podem colocar novas ameaças às pessoas que nelas habitam, de entre as quais, as principais são...